A saúde mental das mulheres no período de puerpério

puerpério

A saúde mental das mulheres no período de puerpério

Você algum dia lidou com alguém neste período, ou sabe o que significa a palavra puerpério?

Uma palavra de pouca utilização no vocabulário cotidiano dos brasileiros, não é mesmo?!

Porém, dentro da sua conotação, a palavra puerpério se destaca por um período que pode não ser considerado muito agradável para as mulheres.

Principalmente por se tratar de uma fase onde existem modificações físicas e psíquicas no organismo feminino.

Vamos mais afundo agora, venha comigo…

Quanto a saúde mental no puerpério

A nossa saúde mental(https://www.isalab.com.br/saude-mental/) deve ser cuidada com muita atenção, sobretudo agora em que vivemos em isolamento social.

E para as mulheres em que vivem este período de puerpério, ou se acaso você convive com uma mulher neste momento, é essencial o cuidado redobrado.

Uma boa dica para uma saúde mental de boa qualidade é a de se exercitar bastante, e se distrair quando possível.

Mas sem mais delongas vamos ao tema base deste artigo.

Puerpério e como afeta o psicológico feminino

O puerpério é o momento em que acontecem experimentações físicas e psíquicas no organismo feminino, posteriormente ao parto.

Ele se inicia no momento em que cessa a interação hormonal entre o óvulo fecundado e o organismo materno.

Onde os órgãos reprodutores da mãe retornam ao seu estado comum, como eram antes da sua gravidez.

Eles podem ser definidos por três períodos subsequentes, o imediato, que se estende de duas à quatro horas após o parto.

O período de puerpério mediato, que dura até o segundo ou terceiro dia após o parto.

E por fim, o puerpério chamado de tardio que pode durar até cerca das seis semanas após o parto.

Lembrando, que esses termos e períodos de tempo são para mera instrução para informar quanto as suas nomenclaturas temporais.

Entretanto, o momento do término do puerpério não é preciso, aceitando-se que geralmente ele termina quando retorna a ovulação e a função reprodutiva da mulher.

A saúde mental e o psicológico feminino

As mulheres e os indivíduos que as acompanham neste momento do puerpério devem ter atenção especial.

Devido aos altos índices de possibilidade de se desenvolver doenças e transtornos mentais como a depressão pós-parto, por exemplo.

Todas as mulheres nestas circunstâncias devem possuir um suporte emocional adequado, não só no período do puerpério, mas também no gestatório.

Caso aconteçam momentos de choro fácil, mudanças de humor corriqueiras, ou irritabilidade e hostilidade, tenha empatia com a mãe.

De primeira mão, dê apenas o carinho o afeto, ou ajude nas rotinas diárias do bebê, que tudo vai melhorar.

Entretanto, a reincidências ou a persistência destes sintomas, podem demonstrar a ocorrência de uma depressão.

Portanto, todos que estão próximos a mãe, devem respaldar e prestar atenção caso não haja a necessidade de intervir e procurar ajuda médica.

São casos mais extremos, mas infelizmente eles podem vir a acontecer.

E não poderia acabar este artigo sem deixar presente o carinho e o amor para todas as mães do mundo!

Mas agora eu vou ficando por aqui, mais só noutro artigo

0