A quantidade excessiva de sal na rotina dos brasileiros

sal

A quantidade excessiva de sal na rotina dos brasileiros

Você algum dia já parou para pensar sobre o seu consumo de sal na sua rotina diária?

Praticamente todas as refeições que eu realizo, uso pra dar aquela temperada, e você, faz igual?

Se não faz está de parabéns, porém, se você se enquadra no mesmo caso que eu, vamos mais adiante…

Não que eu use quantidades gigantescas de sal todos os dias, eu uso pouco, mas uso sempre.

Devido o sal estar presente em muitos alimentos também, este é o grande problema.

Sabia disso, então vamos lá!

Está muito presente em nossa rotina

Por algum acaso, você já fez uma conta básica medindo a quantidade de sal que ingere diariamente?!

Pois bem, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde de 2013, realizada pelo PNS/IBGE, os brasileiros excedem o seu consumo numa quantidade quase duas vezes maior do que o limite máximo.

Este limite de consumo é referente as recomendações dadas pela Organização Mundial da Saúde, a OMS.

Ela recomenda que o consumo de sal não pode extrapolar a faixa de 5 gramas por dia, ou duas gramas de sódio, o mineral que o compõe.

Agora tenta adivinhar quanto é o consumo dos brasileiros, já falei que é quase o dobro…

Pasme, mas a média nacional de consumo de sal é de 9,3 gramas diariamente.

E mais, apesar disto, somente 12% dos brasileiros adultos possuem a noção do alto consumo em sua alimentação diária.

Os malefícios do consumo inadequado de sal

A falta de consciência sobre a quantidade do consumo de sal, é um perigo para a sua própria saúde!

O seu consumo excessivo, está muito relacionado ao potencial aumento do risco das doenças crônicas.

Algumas são mais conhecidas dos brasileiros, como a hipertensão arterial, as doenças cardiovasculares, as doenças renais, entre muitas outras doenças.

Elas são doenças silenciosas, que na medida em que aparecem, podem acabar matando até de forma precoce o indivíduo.

Mas vou parar de assustar e mostrar para você como isso pode mudar, com a mudança na sua cultura alimentar.

Substitua por temperos frescos

Uma alimentação saudável começa por aí, você não precisa necessariamente temperar os alimentos com o sal, você pode utilizar temperos naturais.

Você consegue agregar sabor e aroma a qualquer preparação de receita com temperos frescos.

Opte por quantidades generosas destes itens para temperar a sua comida, como a cebola, o alho, o louro, a salsinha, uma cebolinha bem cortada, coentro e muitos outros temperos.

Tempere as suas saladas com frutas cítricas, como por exemplo o uso do limão, que reduz a necessidade da adição de sódio e do óleo.

Não consegue viver sem o sal de tempero?

Primeiramente, se por acaso você se encaixa na descrição acima, mude a forma como você consuma sal, já foi escrito sobre a quantidade adequada no segundo tópico.

Mas vamos lá, existem diversas opções de marcas e tipos de sal no mercado.

Refinado

O comum, o refinado que é geralmente utilizado nas cozinhas, é processado, não tem minerais, e são adicionados produtos químicos a ele para deixá-lo mais solto.

Grosso

O grosso, ele é usado para  conservar o alimento, evitando a sua desidratação, muito utilizado para o churrasco, mas também não possui minerais.

Light

O light, é uma mistura formada pelo cloreto de sódio e cloreto de potássio, ele costuma ter menos de sódio, mais indicado para indivíduos com problemas renais.

Marinho

Possui muitos minerais, e não contém nenhum aditivo químico, ele pode ser encontrado em diferentes formas, como fino, grosso, e em flocos.

Negro

O escuro, notório como o sal negro, ele possui mais enxofre e ferro, geralmente utilizado para finalização de pratos, por ter um sabor levemente sulfurado.

Flor de sal

A flor de sal, que tem por volta de 10%  a mais sódio, porém, ele é mais suave.

Rosa do Himalaia

E por fim e o mais interessante, o sal rosa do Himalaia, que possui uma grande quantidade de ferro e de cobre, tendo a metade da quantidade de sódio encontrada no sal comum, e ainda mais de 80 tipos de minerais.

O consumo excessivo de sódio faz mal, não exagere, que agora só noutro artigo

0