Os benefícios de se tomar as vacinas regularmente

vacinas

Os benefícios de se tomar as vacinas regularmente

Muitos tem por cultura no Brasil, infelizmente, devido o cultivo e disseminação de pensamentos contrários e negativos quanto as vacinas, de não toma-las.

Entretanto, fazendo uma analogia das vacinas com um famoso ditado popular, “melhor prevenir do que remediar”, que eu considero o pensamento mais adequado.

Então caro leitor, entenda que essas substâncias são desenvolvidas exclusivamente por profissionais especializados.

Justamente para serem consideradas seguras e eficazes.

As vacinas e seu contexto no Brasil

Diversas doenças consideradas comuns em território nacional e mundial, deixaram de ser um problema na saúde pública brasileira Poor conta da vacinação.

Quando foi dado as vacinas na população brasileira de forma massiva, praticamente apagamos algumas doenças do radar.

Doenças com o sarampo, a rubéola, a poliomielite, o tétano, a coqueluche…

Bom, estes são só alguns dos exemplos de doenças que são consideradas comuns no passado, e que são raras no presente.

Pense que o resultado das vacinas não se resumem apenas em evitar doenças, mas sim salvar vidas.

A vacinação é importante e segura para todos

As vacinas licenciadas são seguras para o uso, pelo fato de passarem por diversas fases de avaliação em sua produção.

Os processos são todos avaliados, desde os processos iniciais de desenvolvimento da vacina.

Até a sua fase final, que já estamos falando sobre a aplicação da vacina.

E posteriormente a sua produção e licenciamento, a vigilância de eventos adversos continua acontecendo, permitindo a continuidade de um monitoramento de segurança do produto.

E além de tudo isso, elas ainda são avaliadas e aprovadas por institutos reguladores muito rígidos.

Em território nacional, esta função cabe à Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa.

Como as vacinas funcionam em seu organismo

Antes de começar a falar das vacinas, primeiro vou explicar umas coisinhas só para te contextualizar melhor.

Para continuar a leitura você deve saber que um antígeno é uma substância estranha ao organismo.

Ou seja, uma pessoa pode ser infectada por algum antígeno, como o vírus do sarampo por exemplo.

Após está pessoa for infectada, o sistema imunológico produz anticorpos, as proteínas que atuam na defensa do organismo.

Entretanto, essa produção não é feita de forma adequada.

A sua velocidade não é o suficiente para o prevenir da doença, supondo que o sistema imunológico nunca teve contato com este antígeno, o indivíduo acaba adoecendo.

Porém, caso depois de anos aquele antígeno invadir o seu organismo novamente, o sistema imunológico irá produzir anticorpos em uma velocidade suficiente para evitar a doença.

Esta proteção citada no último parágrafo, é chamada de imunidade.

Agora chegamos na parte das vacinas, o que elas fazem é gerar imunidade.

Concentrando os mesmos antígenos que causam determinado tipo de doença, porém, enfraquecidos ou mortos, assim a vacina ensina e estimula o seu sistema imunológico a produzir os anticorpos que levam a esta dada imunidade.

Portanto, as vacinas fazem com que as pessoas desenvolvam imunidade sem precisar ficarem doentes.

Bom, mas agora só em outro artigo, que neste vou ficando por aqui.

0